Brotas

Bem vindo à Capital do Turismo de Aventura

Brotas é uma pequena cidade típica do interior de São Paulo, com muito ar puro e belezas naturais, destacando-se como uma das grandes potências turísticas do Brasil. Recentemente recebeu o título de Estância Turística, devido à grande demanda que atende todos os dias de pessoas que buscam diversão e lazer na natureza.

Antes do Turismo, Brotas viveu por mais de 130 anos da agricultura e há mais de 50 anos atrás os moradores já costumavam descer as corredeiras em boias feitas com câmaras de ar de pneus de caminhão. Em Brotas os moradores sempre tiveram o hábito de brincar no rio que passa pelo centro da cidade.

Águas Radicais Brotas, SP
Águas Radicais Brotas, SP
Brotas
Brotas

A chegada do Turismo em Brotas

Em 1992, tentando atrair investimentos, a prefeitura autorizou o funcionamento de um curtume, mas a comunidade reagiu, criando a Organização Não Governamental (ONG) Movimento Rio Vivo que catalogou mais de 37 cachoeiras, fazendas antigas e outros pontos de interesse turístico, propondo sua exploração. Hoje, Brotas recebe mais de 100 mil visitantes por ano emprega 15% da população na atividade turística e registra crescimento anual de 30%. No início contava com apenas uma agência, hoje são aproximadamente oito.

E a Águas Radicais Ecoturismo e Aventura se orgulha em fazer parte deste movimento, oferecendo aos seus clientes toda segurança nas diversas opções de passeio: rafting, canyoning, rapel, cavalgada, trekking e bóia cross. Venha com a gente e faça parte desta história também.

Aspectos da geografia de Brotas

Brotas possui 106.200 hectares, 20.000 habitantes e está situada no centro do Estado de São Paulo, no coração de uma das regiões mais desenvolvidas do país, mas que ainda nos presenteia com suas riquezas e belezas naturais preservadas. Dotada de uma geografia estratégica e privilegiada, vem assumindo um novo caminho e desponta no contexto ecoturístico nacional, apesar disso, sua economia baseia-se na pecuária e culturas perenes e semi-perenes. Sua vegetação se compõe de cerrado e mata de encosta ciliar e sua fauna é bem diversificada. A Bacia do Rio Jacaré Pepira, que pertence à Bacia do Rio Tietê, que pertence à Bacia do Rio Paraná e ocupa uma área de 7.219 km. O Rio Jacaré nasce em São Pedro, na serra de Itaqueri, numa altitude de 960 metros e após percorrer um trecho de 175 km, formando cachoeiras e várzeas exuberantes, deságua no Rio Tietê a aproximadamente 400 metros de altitude do município de Ibitinga, na margem direita do mesmo rio, e passa pelos municípios de São Pedro, Itirapina, Brotas, Torrinha, Dois Córregos, Jaú, Dourado, Boa Esperança do Sul, Bocaina, Bariri, Itaju, Ribeirão Bonito e Ibitinga.

O clima de Brotas é tropical com alternância de estação seca e úmida, ou seja, invernos secos e verões chuvosos. Seu relevo é formado por “Cuestas” (são pacotes de rocha de idades e dureza alternadas. A rocha mais mole cede à água e, quando ela encontra uma rocha mais dura, forma-se a Cachoeira). Exemplos: Santa Maria que é uma escarpa com canyon e a Carvoaria que é uma planície fluvial que inunda quase sempre no verão.

Águas Radicais Brotas, SP
Brotas
Brotas
Brotas

Algumas curiosidades sobre Brotas

A cidade abriga em suas “Serras” várias nascentes e rios encachoeirados, que cortam vales e encostas, proporcionando uma grande variedade de atrativos turísticos. Seu potencial natural aliado ao incremento de produtos e serviços turísticos conferiu à região um enorme potencial para o ecoturismo e para o turismo rural. É ponto de referência para a prática de esportes de aventura como o Rafting, Boia cross, Canoagem e Canyoning.

A origem do nome de Brotas recebe quatro hipóteses, Brotas de olho d\’água, Brotas de brotos de capim ou mato que brotava após a pousada dos trilheiros, Brotas como derivados de “bolotas”, que eram bolos característicos fabricados no lugar e a quarta, que é a mais provável, vêm da origem da fundadora de Brotas.
Sendo Dona Francisca Ribeiro dos Reis descendente de portugueses católicos e devota de Nossa Senhora de Brotas, teria prestado uma homenagem à Santa dando seu nome à cidade. Na Capela de Santa Cruz existe uma imagem do século XIX da referida santa. Como nada disso foi registrado e aconteceu há muito tempo atrás, fica difícil saber a verdadeira origem do nome. Coincidência ou não, é que esse nome “caiu como uma luva” e retrata bem o espírito local.

WhatsApp chat